Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Tudo o que quer saber - parte 4

Comentário:
“Dá vontade de rir e ao mesmo tempo é nojento todo este barulho: só em 2 palavras! Os professores não querem reformas, querem tudo como estava, ou seja, poucas horas de trabalho e no final de carreira ter reformas de 300 contos e mais, enquanto um desgraçado do trabalhador que produz para o país é sempre o infeliz em tudo. O PCP luta e faz barulho enquanto houver funcionários públicos, se deixar de existir acaba, porque no sindicato são sempre os mesmos, nunca os vi a trabalhar e estão a encher a barriga à custa de quem trabalha para o progresso do país.”
Anónimo, Aveiro
 
Esclarecimento:
Não consegui contar as duas palavras, por isso peço desculpa se não entendi o seu comentário em toda a plenitude e alcance. Os professores gostavam de ser actores de umas quantas reformas, sim. Porque a realização profissional é um desejo da esmagadora maioria dos profissionais de todas as áreas onde a actividade não seja desenvolvida em regime de pseudo-escravatura e seja pautada por alguns direitos. Porque ser pago para ensinar e educar quem não quer aprender e acha que a educação é uma patetice, não traz realização profissional a nenhum profissional. Porque querer ensinar e educar os filhos de quem acha que a formação e a educação são desnecessárias, é como trabalhar para aquecer. É muita presunção da sua parte alarvar o conceito de trabalhador para apenas algumas profissões. Quase que fico a pensar que o senhor é da opinião que quem cava as batatas é trabalhador mas quem faz contas às batatas que tem já não é. Sobre produtividade, é bom que saiba que há muito para além de cavar batatas, quando falamos de produtividade. E tudo o que vai para além disso, exige conhecimentos. É bom que saiba que, para haver esses conhecimentos, foi preciso que alguém ensinasse as pessoas a ler, a escrever, a fazer contas e a interpretar, para começar. A educação e a formação, tal como é bem sabido nos países mais evoluídos, são o ponto de partida para o progresso de qualquer país! É bom que saiba que são os professores que tratam dessa parte!
publicado por pedro-na-escola às 07:59
link do post | comentar | favorito

~posts recentes

~ E a Terra é plana…

~ A propósito dos melhores…

~ A propósito de oportunida...

~ A propósito das paranóias...

~ Especialistas em educação

~ O que vai ficar por fazer

~ Nuno Crato e a definição ...

~ Mega-Agrupamentos 4 - a p...

~ Mega-Agrupamentos 3

~ Mega-Agrupamentos 2

~ Mega-Agrupamentos

~ O segredo do sucesso nas ...

~ A anedota da vaca

~ Por falar em reduzir as d...

~ Agressividade de autores ...

~ Brincando às competências...

~ Pois, realmente, não foi ...

~ Contas ao número de aluno...

~ Reforço da autoridade dos...

~ Incompetência ao rubro...

~links

~arquivos

~ Julho 2011

~ Junho 2011

~ Maio 2010

~ Abril 2010

~ Março 2010

~ Novembro 2009

~ Outubro 2009

~ Setembro 2009

~ Agosto 2009

~ Julho 2009

~ Junho 2009

~ Maio 2009

~ Abril 2009

~ Fevereiro 2009

~ Janeiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Novembro 2008

~ Outubro 2008

~ Abril 2008

~ Março 2008

~ Fevereiro 2008

~ Janeiro 2008

~chafurdar no blog

 
RSS