Domingo, 6 de Setembro de 2009

Um milhão de esforçados

 

 
Perto de um milhão de inscritos no Novas Oportunidades
O programa para certificação de competências Novas Oportunidades regista actualmente 950 mil inscritos e perto de 300 mil aderentes já obtiveram um diploma do 9º ou do 12º anos de escolaridade, de acordo com números fornecidos pela ministra da Educação.
Maria de Lurdes Rodrigues presidiu no Porto à entrega de diplomas no âmbito da iniciativa Novas Oportunidades a 80 formandos de empresas nacionais.
Os diplomas resultam de protocolos de cooperação que foram estabelecidos com empresas portugueses, nomeadamente com a Sonae Distribuição, a Martifer Inovação e Gestão, a Transtejo - Transportes Tejo, o Grupo Jerónimo Martins, o El Corte Inglês e a Portugal Telecom.
«Apesar de haver muitas vozes que anunciam o facilitismo deste processos, os formandos sabem bem que não é fácil», afirmou a ministra ao discursar perante os formandos.
Na mesma cerimónia foram ainda assinados três novos protocolos de cooperação com a Prosegur, Companhia de Segurança Unipessoal, Lda., os Laboratório Medinfar - Produtos Farmacêuticos e a Direcção-Geral de Reinserção Social.
Até ao momento foram celebrados 50 protocolos de cooperação que, segundo fonte do gabinete de Maria de Lurdes Rodrigues, «espelham o envolvimento das empresas portuguesas nas estratégias de qualificação dos seus recursos humanos».
in http://sol.sapo.pt
 
Nunca trabalhei num processo de certificação das Novas Oportunidades. Mas já dei uma mãozinha a alguns dos funcionários da minha escola que andavam nas Novas Oportunidades, resolvendo-lhes problemas de Matemática e Informática com um grau de dificuldade tão baixo que me deixou perplexo.
 
Mas, pelos comentários e estórias de alguns colegas, ou porque estavam a trabalhar num Centro Novas Oportunidades ou porque também deram uma mãozinha a alguém que estava a aproveitar estas oportunidades, o conceito de “não é fácil” é de uma relatividade improvável. Não ser fácil, é ter que ir ao CNO de vez em quando. Não ser fácil, é ter que fazer um dossier com umas tangas. São “dificuldades” assim que levaram muitos a desistir das Novas Oportunidades.
publicado por pedro-na-escola às 22:39
link do post | comentar | favorito

~posts recentes

~ E a Terra é plana…

~ A propósito dos melhores…

~ A propósito de oportunida...

~ A propósito das paranóias...

~ Especialistas em educação

~ O que vai ficar por fazer

~ Nuno Crato e a definição ...

~ Mega-Agrupamentos 4 - a p...

~ Mega-Agrupamentos 3

~ Mega-Agrupamentos 2

~ Mega-Agrupamentos

~ O segredo do sucesso nas ...

~ A anedota da vaca

~ Por falar em reduzir as d...

~ Agressividade de autores ...

~ Brincando às competências...

~ Pois, realmente, não foi ...

~ Contas ao número de aluno...

~ Reforço da autoridade dos...

~ Incompetência ao rubro...

~links

~arquivos

~ Julho 2011

~ Junho 2011

~ Maio 2010

~ Abril 2010

~ Março 2010

~ Novembro 2009

~ Outubro 2009

~ Setembro 2009

~ Agosto 2009

~ Julho 2009

~ Junho 2009

~ Maio 2009

~ Abril 2009

~ Fevereiro 2009

~ Janeiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Novembro 2008

~ Outubro 2008

~ Abril 2008

~ Março 2008

~ Fevereiro 2008

~ Janeiro 2008

~chafurdar no blog

 
RSS