Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Redução para metade – numerologia

Numerologia é o estudo das influências e qualidades místicas dos números.”

in Wikipédia
 
Segundo o Ministério da Educação, 7,7% dos alunos do Ensino Básico ficaram retidos no final do ano lectivo de 2008/2009. Não duvido.
 
Tal como no caso dos exames nacionais, vou dar asas à imaginação e projectar um valor fictício para um insucesso indesejável, tomando por base a realidade da minha escola.
 
Primeiro, considero que o insucesso escolar ocorre quando um aluno não adquire as competências e conhecimentos previstos no sistema de ensino para alunos sem deficiências intelectuais. Em linguagem simples, quando um aluno não quis aprender o que lhe tentaram ensinar.
 
Segundo, considero que “possuir o 9º ano de escolaridade” significa estar provido das competências e conhecimentos previstos no sistema de ensino para alunos sem deficiências intelectuais. Em linguagem simples, ter estudado para ter o 9º ano.
 
Terceiro, considero que cerca de 20% dos alunos estão em turmas de CEF ou PCA. No ano que agora vai começar, a minha escola vai ter quase 30% dos alunos nestas condições, mas isso agora não interessa.
 
Quarto, considero que 3% dos alunos estão em turmas de CEF ou PCA, mas, se estivessem numa turma do ensino regular, teriam algumas hipóteses de transitar, com esforço e dedicação.
 
Quinto, considero que as taxas de retenção divulgadas pelo Ministério da Educação incluem os alunos das turmas de CEF e PCA.
 
Sexto, considero que cerca de 6% dos alunos transitam de ano devido ao Efeito Milagre, o tal que ocorre a partir de 13 de Maio até ao final do ano. Exemplos são os alunos que passam de 10 para 3 negativas… ou os que passam de 8 para 8 negativas (para bom entendedor…).
 
Assim, qual é, de facto, a percentagem de alunos que, aparentemente, não adquiriram as competências e conhecimentos previstos no sistema de ensino para alunos sem deficiências intelectuais? Ou seja, a percentagem de alunos que, na falta de CEFs, PCAs e Milagres, ficariam retidos.
 
7,7% (currículos regulares, segundo os dados do ME)
+ 20% (CEF+PCA)
+ 6% (Milagres nos currículos regulares)
– 3% (CEF+PCA que poderiam transitar)
= 30,7%
 
Ena pá! Isto é quase o dobro… da taxa de retenção de 1996/1997! Brutal!
publicado por pedro-na-escola às 20:29
link do post | comentar | favorito

~posts recentes

~ E a Terra é plana…

~ A propósito dos melhores…

~ A propósito de oportunida...

~ A propósito das paranóias...

~ Especialistas em educação

~ O que vai ficar por fazer

~ Nuno Crato e a definição ...

~ Mega-Agrupamentos 4 - a p...

~ Mega-Agrupamentos 3

~ Mega-Agrupamentos 2

~ Mega-Agrupamentos

~ O segredo do sucesso nas ...

~ A anedota da vaca

~ Por falar em reduzir as d...

~ Agressividade de autores ...

~ Brincando às competências...

~ Pois, realmente, não foi ...

~ Contas ao número de aluno...

~ Reforço da autoridade dos...

~ Incompetência ao rubro...

~links

~arquivos

~ Julho 2011

~ Junho 2011

~ Maio 2010

~ Abril 2010

~ Março 2010

~ Novembro 2009

~ Outubro 2009

~ Setembro 2009

~ Agosto 2009

~ Julho 2009

~ Junho 2009

~ Maio 2009

~ Abril 2009

~ Fevereiro 2009

~ Janeiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Novembro 2008

~ Outubro 2008

~ Abril 2008

~ Março 2008

~ Fevereiro 2008

~ Janeiro 2008

~chafurdar no blog

 
RSS