Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

Vale tudo

Ministério da Educação não abdica da divisão da carreira docente

Governo propõe prémios na avaliação
 
O Ministério da Educação pretende manter a divisão da carreira entre professores titulares e não titulares, anunciou hoje o secretário de Estado Jorge Pedreira, numa conferência de Imprensa destinada a divulgar as contrapropostas que serão apresentadas aos sindicatos no âmbito da negociação do Estatuto da Carreira Docente (ECD).
 
A estruturação vertical da carreira, com a reserva das funções de coordenação, supervisão e avaliação a um grupo determinado de docentes, é um instrumento imprescindível para a organização do trabalho das escolas”, disse Jorge Pedreira, justificando assim a rejeição das propostas apresentadas pelos sindicatos, que defendem uma carreira única. O ME propôs contudo algumas alterações ao actual ECD, como a criação de um novo escalão de topo na categoria de professor, o escalão sete (índice 272), que permitiria um acréscimo salarial aos docentes não titulares que lá cheguem, e a redução de quatro para dois anos do tempo de permanência no escalão cinco.
 
O Governo propôs ainda um prémio equivalente a um salário e meio aos professores que tenham classificação de mérito (Muito Bom ou Excelente) na avaliação de desempenho em dois períodos de avaliação consecutivos. Para os que tiverem classificação de mérito em três períodos de avaliação intercalados o prémio é de um salário. O ME pretende abrir um novo concurso interno para professor titular, ao nível dos agrupamentos e escolas não agrupadas, com regras a negociar com os sindicatos, e quer ainda criar um novo escalão de topo na categoria de professor titular, o escalão 4, com índice 370, equiparando estes docentes aos técnicos superiores da administração pública.
 
in www.correiomanha.pt, 9 Fevereiro 2009 - 13h42
 
Apetece-me dizer que:
 
A divisão dos professores em dois níveis-faz-de-conta não éum instrumento imprescindível para a organização do trabalho das escolas”! Mas que estudos misteriosos apontam nesse sentido, se não é uma prática comum nos países do pelotão da frente ao nível da Educação? Muita mania têm os seguidores de Sócrates, de fazerem afirmações ao sabor dos interesses das suas políticas, dando aqueles ares de quem afirma o óbvio, o inegável, o universal. Se fosse imprescindível, a maioria dos países evoluídos teria uma divisão dessas em funcionamento. Mas não tem. Porque não é imprescindível. Só o português bronco e inculto é que ouve estes dizeres e bate palmas perante tamanha sabedoria-faz-de-conta.
 
Quer-me parecer que se anda a tentar aliciar alguns professores com molhos de notas. As nossas remunerações estavam, e continuam a estar, mal distribuídas pelos vários patamares das nossas carreiras – digo eu, e talvez fosse boa ideia não desbaratar ainda mais as coisas, acenando com escalões que possam fazer luzir aquele brilhozinho nos olhos dos menos tenazes. Oferecer prémios monetários, desta forma, neste timing, é um gesto pateta. Mas, mesmo pateta, arrisca-se a dar frutos.  
publicado por pedro-na-escola às 20:39
link do post | comentar | favorito

~posts recentes

~ E a Terra é plana…

~ A propósito dos melhores…

~ A propósito de oportunida...

~ A propósito das paranóias...

~ Especialistas em educação

~ O que vai ficar por fazer

~ Nuno Crato e a definição ...

~ Mega-Agrupamentos 4 - a p...

~ Mega-Agrupamentos 3

~ Mega-Agrupamentos 2

~ Mega-Agrupamentos

~ O segredo do sucesso nas ...

~ A anedota da vaca

~ Por falar em reduzir as d...

~ Agressividade de autores ...

~ Brincando às competências...

~ Pois, realmente, não foi ...

~ Contas ao número de aluno...

~ Reforço da autoridade dos...

~ Incompetência ao rubro...

~links

~arquivos

~ Julho 2011

~ Junho 2011

~ Maio 2010

~ Abril 2010

~ Março 2010

~ Novembro 2009

~ Outubro 2009

~ Setembro 2009

~ Agosto 2009

~ Julho 2009

~ Junho 2009

~ Maio 2009

~ Abril 2009

~ Fevereiro 2009

~ Janeiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Novembro 2008

~ Outubro 2008

~ Abril 2008

~ Março 2008

~ Fevereiro 2008

~ Janeiro 2008

~chafurdar no blog

 
RSS