Terça-feira, 4 de Março de 2008

Sem contemplações?

“Mais de 115 mil alunos do ensino básico (10% dos 1,15 milhões de inscritos) chumbaram ou ficaram retidos no último ano lectivo, segundo dados divulgados pelo Ministério da Educação. Em dois anos, a partir de 2005/06, a escolaridade obrigatória recuperou aos chumbos mais de 10 mil alunos. Mas o insucesso a este nível continua a fazer de Portugal um caso peculiar na União Europeia. Muito devido às regras sobre retenções e transições.
A grande maioria dos estados comunitários - salvo situações excepcionais, como doenças prolongadas - não contempla a possibilidade de chumbos ao longo do ensino obrigatório ou só os permite nos anos de final de ciclo. Em Portugal, o único ano de escolaridade isento de retenções é o primeiro, com reflexos evidentes nos números.”
in Diário de Notícias
 
Gosto dos trabalhos jornalísticos alinhavados em cima do joelho, com um olho fechado, uma orelha mouca e o cérebro em modo caldo-verde. Vende, é o que interessa. Falta explicar, a quem lê, o resto da estória. Isto é, os alunos dos outros países da União Europeia não chumbam, mas…?
Sim, porque tem de haver um “mas” muito grande lá nesses países. E esse “mas”, presumo, não terá que ver propriamente com as “regras sobre retenções e transições”. Não houvesse esse misterioso e sistematicamente ocultado “mas”, essas sociedades europeias tombariam com o peso da ignorância, da preguiça e da estupidez natural dos seus povos.
 
Alguém conhece um desses “mas”?
publicado por pedro-na-escola às 15:10
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De José Luiz Sarmento a 4 de Março de 2008 às 20:55
Sim, conheço um «mas». Na Suíça e na Alemanha os meninos que sabem menos do que os outros não chumbam, mas são transferidos para uma escola menos exigente.
Já os que sabem mais são transferidos para escolas mais exigentes - as únicas que dão acesso, terminada a escolaridade obrigatória, ao prosseguimento de estudos académicos.
Voilà. Até nem é difícil.


Comentar post

~posts recentes

~ E a Terra é plana…

~ A propósito dos melhores…

~ A propósito de oportunida...

~ A propósito das paranóias...

~ Especialistas em educação

~ O que vai ficar por fazer

~ Nuno Crato e a definição ...

~ Mega-Agrupamentos 4 - a p...

~ Mega-Agrupamentos 3

~ Mega-Agrupamentos 2

~ Mega-Agrupamentos

~ O segredo do sucesso nas ...

~ A anedota da vaca

~ Por falar em reduzir as d...

~ Agressividade de autores ...

~ Brincando às competências...

~ Pois, realmente, não foi ...

~ Contas ao número de aluno...

~ Reforço da autoridade dos...

~ Incompetência ao rubro...

~links

~arquivos

~ Julho 2011

~ Junho 2011

~ Maio 2010

~ Abril 2010

~ Março 2010

~ Novembro 2009

~ Outubro 2009

~ Setembro 2009

~ Agosto 2009

~ Julho 2009

~ Junho 2009

~ Maio 2009

~ Abril 2009

~ Fevereiro 2009

~ Janeiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Novembro 2008

~ Outubro 2008

~ Abril 2008

~ Março 2008

~ Fevereiro 2008

~ Janeiro 2008

~chafurdar no blog

 
RSS